quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Após as aparições, o torvelhino


Após as aparições, em poucas semanas a vida de Bernadette mudou radicalmente.

Antes das aparições era a digna, mas esquecida filha da família mais miserável de Lourdes. Depois, ficou no fulcro das atenções da cidade e, bastante rapidamente, da França e do mundo.

A fisionomia e a personalidade de Santa Bernadette era do tipo do plebeu digno, altivo de sua qualidade de criatura humana incorporada misticamente a Nosso Senhor Jesus Cristo pelo batismo, mas satisfeito em sua modesta condição.

Nas fotos, ela acostumava aparecer com roupas de camponesa no estilo das levadas durante as aparições. Ela vestia com decência e sensata simplicidade.

No todo manifestava uma compostura que, mais do que no traje, se patenteava no olhar sereno, firme, profundo, puro e equilibrado até o mais alto grau.


Em volta dela, seus admiradores e seus detratores criaram verdadeiros torvelinhos. Entre os admiradores havia os sinceros e os interesseiros.

Primeiras procissões (o Santuário ainda não estava construído)
Entre os sinceros, por sua vez, havia as almas retas e os influenciados por idéias deformadas a respeito da santidade, da vida espiritual e dos fenômenos das visões e revelações.

Entre os opositores havia os que ostentavam uma hostilidade explícita e acalorada e os tomados por uma fria e seletiva antipatia.


Todos eles disputavam de modos diversos entre si e Santa Bernadette era o pomo da discórdia.

O tufão teria feito perder a cabeça a mais de um. Mas a retidão e a firmeza da jovem mais o auxílio da graça a fez sair tranquilamente de todas as dificuldades. Ela impunha criteriosas atitudes a uns e outros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.