domingo, 17 de fevereiro de 2013

Na festa de Santa Bernadette: pedir o admirável equilíbrio mental e a ardente devoção a Nossa Senhora que ela teve

A biografia de Santa Bernadette Soubirous, cuja festa é comemorada hoje, 18 de fevereiro, na França, atesta bem a ardente devoção que ela teve a Nossa Senhora (alhures comemora-se em 16 de abril, data de sua partida ao Céu).

Santa Bernadette não deixou transparecer senão muito pouca coisa de sua devoção a Nossa Senhora.

Ela não procurou fornecer qualquer dado, reflexão, enriquecimento da mariologia, nem algum sistema de devoção novo em relação a Nossa Senhora.

Pelo contrário, via-se que ela era muito devota, mas de tudo quanto dizia sobre Nossa Senhora não resultava nada de muito especial para a devoção à Mãe de Deus.

Nesse sentido, Santa Bernadette teve uma devoção muito parecida com a da irmã Lúcia, vidente de Fátima.

Sua missão foi de revelar ao mundo as aparições de Lourdes. Ela prestigiou essas aparições tornando-se freira na Congregação das Irmãs da Caridade de Nevers e santa canonizada pela Igreja.


Embora a Igreja não mande crer nas aparições de Lourdes por serem de caráter privado, e em matéria de fato sobrenaturais nós somos obrigados a acreditar somente na Revelação contida nos Livros Sagrados interpretados pelo Magistério da Igreja, não é ousado dizer que roça pela heresia quem conteste as aparições de Lourdes.

Porque seria preciso admitir que uma santa canonizada pela Igreja tivesse tido essas ilusões. Ora, isso é uma coisa inadmissível.

De maneira que a vida e a santidade de Santa Bernadette atestam a autenticidade das aparições de Lourdes.




Durante as aparições o povo não via Nossa Senhora, mas via que Santa Bernadette Soubirous falava com uma pessoa que ninguém via.

E a certa altura Nossa Senhora disse a ela para revolver a terra porque dali nasceria uma fonte. E num lugar onde ninguém supunha que houvesse água viram-na meter a mão na terra e a água brotar, nascendo a fonte que operaria muitas curas.

Santa Bernadette, imagem em Moret-sur-Loing, França
Obedecendo a Nossa Senhora, Santa Bernadette fez a profecia de uma fonte maravilhosamente aparecida onde haveria curas.

Estas efetivamente começaram durante as aparições e foram se multiplicando durante a vida de Santa Bernadette (ver por exemplo, o milagre de Justin Bouhort publicado neste blog).

O equilíbrio mental admirável de Santa Bernadette e sua vida de santidade atestam a sinceridade e a autenticidade dos fatos sobrenaturais ocorridos com ela em Lourdes.

Fora disso, ela não teve uma missão pública; sua missão foi privada. E por causa disso ela se calou.

Isso é muito bonito para nós vermos como a Providência suscita cada pessoa para seguir uma determinada vocação.

Um tem uma tarefa, outro tem outra, e assim por diante. E Nossa Senhora distribui essas tarefas de maneira tal, que ninguém se mete numa outra para a qual não foi chamado, mas pelo contrário, se esmera em corresponder àquela que é específica dele.

Nós temos, então, Santa Bernadette Soubirous como uma espécie de testemunho vivo do milagre de Lourdes.


Visite nossas páginas de Quaresma, Semana Santa e Páscoa 
 † Veja e medite a VIA SACRA AQUI †

Nossa Senhora em Lourdes cura as almas e as pessoas.

O que é mais difícil: curar o corpo ou curar a alma?

Evidentemente, para a Rainha do Céu e da Terra não é difícil nem uma coisa nem outra. Aquilo que Ela pedir, Ela obtém.

Se Ela cura os corpos, vamos pedir a Ela para curar as nossas almas também, neste dia da partida de Santa Bernadette para o Céu.

Santa Bernadette no outono de 1863
Santa Bernadette no outono de 1863
E vamos pedir então a Ela que transmude as nossas almas, de maneira tal que chagas ocultas, defeitos ignorados às vezes por nós mesmos, apegos, desordens de todo o tipo, cessem em nós maravilhosamente pela ação d’Ela.

No Evangelho as doenças são os símbolos de doenças morais. Nosso Senhor curava um cego porque curava sua cegueira espiritual, Nosso Senhor curava os paralíticos porque curava sua paralisia espiritual.

Todos os bons comentadores das Escrituras nos dizem que as curas físicas que Ele fazia eram curas para atestar o poder d’Ele de fazer as curas morais.

Vamos, então, pedir a Nossa Senhora, pela intercessão de Santa Bernadette, que faça em nós as curas morais que precisamos.

Alguns de nós seremos cegos, outros serão surdos, outros serão mudos, outros serão paralíticos.

Todas essas doenças são símbolos de estados de alma. Vamos pedir a Nossa Senhora que nos cure de tudo isso e nos dê a graça de caminhar para frente com a alma verdadeiramente renovada.

Neste dia de sua festa em sua terra natal, peçamos isso pela intercessão de Santa Bernadette. Por nós, pelos mais necessitados, pela Igreja, também Ela muito necessitada! Quiçá seja a mais necessitada de todos no momento atual!

Santa Bernadette, rogai por nós!



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.