quarta-feira, 30 de outubro de 2013

O último suspiro de Santa Bernadette

Santa Bernadette: corpo incorruto em Nevers
Santa Bernadette: corpo incorruto em Nevers
A noite de 15 a 16 de abril de 1879 foi a última de Santa Bernadette neste vale de lágrimas. Ela tinha 35 anos de idade.

Por volta das 11 horas da manhã ela quis se levantar. As religiosas a colocaram sobre uma poltrona.

Nessa hora ela ouviu o sino chamando as freiras para o almoço e pediu-lhes perdão por fazê-las atrasar.

Ela olhava sempre para um crucifixo fixado na parede.

Entre meio-dia e uma hora ela tentou comer alguma coisa, mas não conseguiu.

“Seu estado de extrema debilidade me impressionou... Eu achei que era meu dever alertar a enfermeira e chamar a comunidade” – disse a Madre Josefina Forestier.

O Pe. Febre veio logo, confessou-a de novo e recitou com ela a Oração dos Agonizantes. Ela respondia “com uma voz débil, mas clara”.

O sacerdote lembrou-lhe as palavras bíblicas do “esposo divino”:

— “Cola-me como um selo sobre teu coração” (Cântico 8,6).

Tomando o crucifixo ela o colocou sobre o coração, apertando-o com força. Como ela queria que o mesmo ficasse sempre nesse local, amarraram-no com uma fita para evitar que caísse devido aos movimentos involuntários causados pela dor.




Por volta de duas horas e quinze, uma das religiosas lhe perguntou:

— Minha irmã, vós sofreis muito?

— Tudo isso é bom para o Céu – respondeu Bernadette.

Enfermaria do convento onde faleceu Santa Bernadette
Enfermaria do convento onde faleceu Santa Bernadette
— Vou pedir a Nossa Mãe Imaculada que vos conceda consolações – disse a religiosa.

— Não, respondeu a agonizante, consolações não, mas força e paciência.

Naquele momento, Santa Bernadette lembrou-se da bênção que o Beato Papa Pio IX lhe tinha concedido para a hora da morte. Ela queria ter o papel nas mãos para recebê-la efetivamente.

Foi-lhe lembrado que isso não era necessário, bastando apenas a intenção de recebê-la pronunciando o nome de Jesus.

Nesse momento ela tentou se levantar um pouco, e apoiando a mão direita sobre o braço da cadeira, elevou o olhar para o céu e levou a mão esquerda à testa.

Seus olhos tinham uma expressão comovedora e ficaram voltados durante alguns instantes para um ponto fixo. As feições de seu rosto transmitiam calma, serenidade e, ao mesmo tempo, uma gravidade melancólica.

Poltrona sobre a qual expirou a Santa
Poltrona sobre a qual expirou a Santa
Então, com um tom de voz indefinível, manifestando mais surpresa que dor, e com uma expressão crescente, ela soltou uma tríplice exclamação:

— Oh! Oh! Oh!

E um frêmito percorreu todo seu corpo.

Faltando 5 minutos para as 15 horas, o sino tocou para as ladainhas que a comunidade recita todos os dias na capela.

Santa Bernadette disse que queria descansar um pouco. O confessor e as religiosas se retiraram.

Uma acompanhante disse:

— A Santa Virgem vai descer ao vosso encontro.

— Ah sim! Eu espero.

Por volta das 15 horas, ela pegou seu crucifixo, contemplou-o por um instante com amor, e depois beijou lentamente, uma por uma, as chagas de Cristo.

Bernadette uniu-se de novo às orações das religiosas que estavam em volta dela. Em certo momento ela repetiu duas vezes:

— Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por mim, pobre pecadora.

Alguns instantes depois, ela pediu para beber água. 

Com um gesto expressivo, fez um grande sinal da Cruz, pegou a garrafinha com uma bebida fortificante que lhe foi oferecida, engoliu duas vezes algumas gotas, e inclinando a cabeça entregou suavemente sua alma.


Sóror Gabriela, a enfermeira, entrou nesse instante.

— Eu cheguei exatamente na hora para receber seu último suspiro, que ela exalou muito suavemente, apoiada em meu braço. Ela segurou o crucifixo com a mão, apertando-o sobre seu coração. E inclinando-se para a direita, fechou os olhos.

Marcelo Dufaur, desde a França.


Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.