segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Há 160 anos foi proclamada a Imaculada Conceição: Santa Bernadette foi mensageira da confirmação do Céu

Santa Bernadette trouxe a mensagem celeste: "Eu sou a Imaculada Conceição"
Santa Bernadette trouxe a mensagem celeste:
"Eu sou a Imaculada Conceição"


Aproxima-se a grande festa da Imaculada Conceição tão intrinsecamente ligada a Lourdes e à missão de Santa Bernadette.

Com efeito, a grande revelação de Lourdes foi a confirmação da alegria do Céu com a proclamação do dogma da Imaculada Conceição feita pelo Bem-aventurado Papa Pio IX em 8 de Dezembro de 1854.

Portanto, neste 8 de dezembro se comemoram 160 anos dessa gaudiosa data.

Entretanto, as aparições de Nossa Senhora a Santa Bernadette Soubirous, em Lourdes, revestem-se de uma singularidade desconcertante à primeira vista, paradoxal mesmo.

É evidente que a Santíssima Virgem quis aparecer para transmitir uma mensagem, fazer um apelo.

Tudo, porém se passa como se fosse um favor espiritual de caráter privado para a vidente. Não há nenhuma revelação, nenhuma profecia, nenhuma mensagem pública a ser comunicada.

Missão a ser cumprida junto de outrem, a vidente só recebe uma: “Vá dizer aos padres que se construa aqui uma capela e que se venha em procissão”.

Santa Bernadette: espelho de Nossa Senhora



Santa Bernadette espelhava os atos e gestos de Nossa Senhora. Vitral da basílica da Imaculada Conceição, Lourdes
Santa Bernadette espelhava os atos e gestos de Nossa Senhora.
Vitral da basílica da Imaculada Conceição, Lourdes
As dezoito aparições tiveram duração total de doze a quinze horas. E o resultado deste longo colóquio foi uma dúzia de frases curtas que Bernadette escreveu certa vez no verso de uma estampa!

Compreendemos, pois, que o melhor nos encontros era a pura contemplação. Ou seja, a Virgem Imaculada veio a Lourdes fazer aquela pobre, ignorante, desprezada e preservada virgem da terra mergulhar num inefável convívio celeste.

É aqui que tocamos no âmago do papel de Santa Bernadette nas aparições.

“Durante o êxtase – comenta seu conhecido biógrafo, Pe. Réné Lauentin – Bernadette era considerada como um espelho sobrenatural.

“Era observando sua fisionomia que se constatava o início e o fim da aparição.

“Discernia-se em seu rosto não apenas o maravilhamento diante da Virgem, mas também um reflexo d’Aquela que lá estava invisível para os demais: especialmente a tristeza da Imaculada, quando se referia aos pecadores.

“Este transluzimento impressionou os que conheceram Bernadette de modo estável, provocando mesmo conversões” (Visage de Bernadette, Abbé Réné Laurentin, Lethielleux, Paris, 1978, 2 volumes , vol 1, p. 81).

Quando alguém, impressionado com o fato de tão rude criança ter gestos tão encantadores, tão belas saudações, sorrisos tão indescritíveis, lhe punha a questão, recebia a resposta: “Faço como a Dama!”



“Faço como a Dama!”

“A mensagem de Lourdes não é uma simples coleção de palavras, é um conjunto de atos e acontecimentos cheios de significado: 'uma gesta', como se dizia na Idade Média.

“Esta mensagem é manifestada pelos gestos e atitudes da aparição e pelos gestos e atitudes de Bernadette, os quais são, por sua vez, de dois tipos: alguns são executados por ordem de Nossa Senhora e outros imitando-A...

“Assim, Bernadette é para Lourdes, guardadas todas as proporções, o que Abraão foi para Israel e o que Maria é para a Igreja” (Lourdes - Histoire Authentique, Abbé Réné Laurentin, Lethielleux, Paris, 6 volumes, 1961/1964. Vol. 6, p. 256 a 260).

Continua no próximo post: Imaculada Conceição: Santa Bernadette instrumento de Cristo para restaurar o mundo (S.S. Pio XII)



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário. 

Um comentário:

  1. Nossa Senhora da Graça e Lourdes
    Na cidade de Cambrai na França existe um Santuário dedicado a Nossa Senhora da Graça, cujo quadro venerado nesta igreja é atribuído ao evangelista São Lucas. Quando foi encomendada a primeira imagem de Nossa Senhora de Lourdes para ser colocada na gruta das aparições, o grande artista Joseph Fabisch consultou Santa Bernadette para saber detalhes de como era a Virgem Maria que lhe tinha aparecido dezoito vezes, e mostrou a ela um album com várias imagens de Maria do mundo interio, entre elas, obras dos mais famosos artistas, para ter uma noção de como era a Virgem. A jovem pastora que nada entendia de arte escolheu a imagem de Nossa Senhora da Graça veneranda em Cambrai; "Esta é a que eu acho mais parecida". Bernadette descreve Nossa Senhora como uma jovem de uns dezesseis ou dezessete anos, de estatura média, o rosto ovalado uma beleza celestial, seus olhos eram azuis que quando olham fazem derreter, usa um vestido branco e um véu branco sobre a cabeça caindo por de trás até os joelhos usando uma rosa de ouro encima de cada pé. Tamanha foi a decepção de Bernadette quando a estátua de Nossa Senhora de Lourdes ficou pronta que ela chegou a chorar que quando ia a gruta das aparições ficava angustiada com a presença daquela imagem que ela dizia ser nenhum pouco parecida com aquela bela dama que lhe disse: Eu sou a Imaculada Conceição.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.