quarta-feira, 16 de setembro de 2015

O grande momento histórico de Lourdes

O retorno do filho pródigo. Rembrandt Harmensz van Rijn (1606 – 1669). Museu do Ermitage, São Petersburgo.
O retorno do filho pródigo.
Rembrandt Harmensz van Rijn (1606 – 1669).
Museu do Ermitage, São Petersburgo.




Foi por certo um grande momento aquele em que o espírito embotado pelo vício do filho pródigo adquiriu nova lucidez, e sua vontade novo vigor, na meditação da situação miserável em que caíra, e da torpeza de todos os erros que o haviam conduzido para fora da casa paterna.

Tocado pela graça, encontrou-se, com mais clareza do que nunca, diante da grande alternativa. Ou arrepender-se e voltar, ou perseverar no erro e aceitar até o mais trágico final as suas consequências.

Tudo quanto uma educação reta nele implantara de bom, como que renasceu maravilhosamente nesse instante providencial.

Enquanto, de outro lado, a tirania dos maus hábitos nele se afirmava quiçá mais terrível do que nunca.

Deu-se o embate interno. Ele escolheu o bem. E o resto da história, pelo Evangelho o conhecemos.

Olhando para Nossa Senhora de Lourdes e considerando o estado deplorável da humanidade, uma pergunta assalta nosso espírito: o mundo não estará se aproximando de um momento semelhante?

De um lado há o torrente de pecado. Dispensa comentário.



De outro lado, estão todas as graças acumuladas para a humanidade pecadora pelo novo surto de devoção a Nossa Senhora que a Mãe de Deus veio inaugurar em Lourdes, La Salette e Fátima.

Os dois lados rumam poderosamente em rumos opostos.

A Basílica de Lourdes na noite.
A Basílica de Lourdes na noite.
Do lado da desagregação, fluxos de imigrantes, na maioria islâmicos, penetram caoticamente pela Europa; há também os dilaceramentos da família que crescem insuflados até por altos clérigos que vão se reunir agora no Sínodo da Família em outubro.

Esses e outros lances trágicos que não faltam no Brasil e no mundo nos fazem pensar que uma crise apocalíptica parece inevitável.

Mas isso não é para inspirar desanimo, mas esperança. Esperança e confiança de que se aproxima o momento da grande conversão.

O futuro, só Deus o conhece.

A nós, homens, é lícito entretanto conjeturá-lo segundo as regras da verossimilhança.

Estamos vivendo uma terrível hora. Mas esta hora também pode ser uma admirável hora de misericórdia.

A condição para isto é que olhemos para Maria, a Estrela do Mar, que nos guia em meio às tempestades.

Durante cem anos, movida de compaixão para com a humanidade pecadora, Nossa Senhora tem alcançado para nós os mais estupendos milagres. Esta piedade se terá extinguido?

Têm fim as misericórdias de uma Mãe, e da melhor das mães? Quem ousaria afirmá-lo?

Se alguém duvidasse, Lourdes lhe serviria de admirável lição de confiança. Nossa Senhora há de nos socorrer.



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário.

3 comentários:

  1. QUE NOSSA SENHORA CONTINUE INTERCEDENDO POR NÓS, E QUE SEU FILHO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO TENHA COMPAIXÃO DE NÓS.

    ResponderExcluir
  2. Maria de Lourdes Ferreira de Oliveira18 de setembro de 2015 00:14

    Prezado Senhor,
    Na última vez que estive na Europa, na Bélgica e Holanda, principalmente, encontrei Igrejas Católicas fechadas!
    Em Amsterdam, numa Igreja que pedí para entrar e rezar e que me deixaram entrar, era toda de mármore branco, mas não havia a lâmpada vermelha mostrando a presença de Cristo Eucarístico!
    Estava totalmente vazia e sem bancos e estavam desenhando no chão uma mandala , tipo labirinto, para uma festa, creio eu !
    Uma amiga, que tem família na Itália , me disse que lá está ocorrendo a mesma coisa!

    Tem- me chegado às mãos, pps mostrando os muçulmanos , que já vivem na França, antes desta atual invasão, fazendo protestos em Nice, Marselha e outras cidades do sul da França!

    Uma amiga, que tenho, e que não entendeu o que eu queria dizer, interpretou que acho que os invasores não devem ser acolhidos!
    Em sã consciência, ninguém quer que lhes aconteça qualquer mal!
    Porem ao aceita-los estamos legando às futuras gerações a muçulmunização da Europa e do Mundo!

    Eles chegam em pequenos grupos e vão se reunindo e nunca se adaptam aos costumes da terra que os acolheu : quem os acolhe é que tem que se adaptar a eles!

    Por que os muçulmanos só fogem para a Europa ? por que nunca vão para países Árabes ricos, como Emirados Árabes, Kwait, etc ?

    Boa Noite!
    Que N.S.de Lourdes nos proteja e à Santa Madre Igreja!

    ResponderExcluir
  3. Nossa Senhora interceda pelo meu país, o Brasil, porque estamos vivendo um momento de muita preocupação. Que N.S.de Lourdes nos proteja.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.