quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Santa Bernadete e a Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem

Notre Dame des Eaux, nos fundos do convento de St Gildard, Nevers. Segundo Santa Bernadette era a imagem que mais lhe fazia lembrar as aparições.
Notre Dame des Eaux, nos fundos do convento de St Gildard, Nevers.
Segundo Santa Bernadette era a imagem
que mais lhe fazia lembrar as aparições.



A respeito de Nossa Senhora de Lourdes, na biografia de Mons. Francis Trochu “Santa Bernadette Soubirous, a Vidente de Lourdes” (Ed. Herder, Barcelona, 1958, 2ª ed.), tiramos alguns dados que falam da devoção de Santa Bernadette a Nossa Senhora:

[Para Santa Bernadette] A devoção à Santíssima Virgem tinha que ser particularmente terna e particularmente filial.

Maria, seu ideal vivo, ocupava em seu coração um lugar muito próximo a Nosso Senhor, declarou sua enfermeira, Soror Marta (...).

Tinha que ouvi-la quando recitava a Ave-Maria! Que acento de piedade, especialmente quando pronunciava as palavras “pobres pecadores”.

Quando dizia “Minha Madre Celestial”, não podia dizer mais.

Alguém se atreveu a perguntar-lhe se a lembrança da aparição se tinha apagado em sua memória.

— “Apagado?” exclamou com tom de censura. “Oh, não, jamais”.

E levando sua mão direita sobre a fronte dizia:

— “Está aqui”.



Teria que fazer-nos, lhe sugeriu uma companheira, uma descrição de como era a Virgem, posto que a senhora sabe como era ela.

—Não poderia nem saberia fazê-lo, foi a única resposta que deu. Eu para mim não necessito. Eu a levo no meu coração.

A devoção mariana encheu, de certo modo, toda a sua vida.

Tinha necessidade de meditar sobre a Virgem. Via Maria em tudo e por tudo, com seu coração e seu entendimento.

Nunca para uma alma religiosa, a oração de simples vista podia ter sido coisa mais desejada.

Quando rezava à Santíssima Virgem, atesta Soror Gonzague Cointe, parecia ainda que a estava vendo.

Quando alguém lhe pedia que alcançasse alguma graça, imediatamente respondia que pediria à Santíssima Virgem.

Arrebatada pelo Cântico dos Cânticos em sua honra, informa um grande servidor de Maria, Soror Maria Bernarda [nome religioso da santa] se comprazia em louvá-la, fazê-la conhecer, amá-la e servir.

Esforçava-se por imitar suas virtudes, especialmente sua humildade e sua renúncia.

Dedicou-se para sua devoção, a compor acrósticos. Encontraram-se oito da própria mão dela, numa folha solta, que tinha esse titulo:

Maneira de escrever no seu coração o nome de...

Mortificação,
Amor,
Regularidade,
 Inocência 
Abandono.

No dia da Assunção, na Capela, a Madre Henri Fabre, que estava situada um pouco distante de Soror Maria Bernarda (nome religioso da santa), de modo que lhe era fácil poder observá-la, contou:

“Às palavras do canto ‘es mi Madre, eu vejo’, eu a vi como se ela tivesse sido arrebatada com comoção e alegria”.

Toda sua vida desfiou o Rosário como tinha feito em Lourdes. O Rosário era sua devoção preferida, disse uma superiora geral.

Mais de uma vez, na enfermaria, a Irmã Gonzague Cointe alternou as Ave-Marias com ela.

Então, recorda essa irmã, os olhos escuros, profundos e brilhantes de Bernadette se tornavam celestes; o espírito contemplava a Virgem; parecia como se estivesse vendo esta.

Pela noite, quando se ia dormir, recomendava a uma companheira:

— “Toma o Rosário e durma rezando. Farás o mesmo que fazem as crianças pequenas que adormecem dizendo ‘mamãe, mamãe’”.



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário.

2 comentários:

  1. PEÇO A SANTA BERNARDETE QUE INTERCEDA POR NOS JUNTO A NOSSA SENHORA DE LOURDES. TODOS OS DIAS REZO O SANTO ROZARIO, E SINTO UMA PAZ MUITO GRANDE.

    ResponderExcluir
  2. Salve Maria!
    Que belo testemunho de devoção a Nossa Senhora!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.