quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Santa Bernadette em Nevers:
“Eu só tenho medo dos maus católicos” (1870)

Imagem no convento de Nevers representa Santa Bernadette durante as aparições
Imagem no convento de Nevers
representa Santa Bernadette durante as aparições



1870

Abril

Irmã Angela (na época, postulante):

Irmã Marie-Bernard [N.R.: nome de religião de Santa Bernadette] me perguntou: 

“Senhorita, o que você tem?”.

Eu lhe respondi: “Acabo de receber uma notícia ruim: minha mãe está para morrer; talvez a esta hora já esteja morta”.

Então irmã Marie-Bernard me disse, com um sorriso que jamais esquecerei e aquele seu olhar penetrante: “Não chore, Nossa Senhora vai curá-la; vou rezar por ela”.


Agosto

Irmã Madalena Bounaix:

Em 15 de agosto de 1870, eu estava com ela na enfermaria São José; ela havia me dado uma fruta para o lanche; nós conversávamos sobre a festa daquele dia e eu lhe disse:

“Irmã, você vai rezar por mim hoje?”.

“Sim, mas com uma condição: que você também o faça por mim. Todos precisamos de orações.”

Eu, então, acrescentei:



“Como deve ser bonita a festa no céu, e Nossa Senhora, como deve ser bonita também”.

“Oh, sim”, ela disse, “depois que a gente a vê, não consegue mais ficar apegada à terra!”.

Algum tempo depois, irmã Marie-Bernard recebeu uma carta de padre Peyramale, pároco de Lourdes, na qual havia uma fotografia da Basílica. Olhando para a foto, ela me perguntou:

“Você conhece Lourdes?”.

Quando eu respondi que não, ela me disse:

“Pegue, esta é a foto da Basílica”, e, com o dedo, apontava a gruta.

Perguntei: “Onde você estava quando Nossa Senhora lhe apareceu?”.

Ela me indicou o lugar, com toda a simplicidade. Acrescentei:

“É uma lembrança doce demais para você, irmã”.

Assumindo um ar grave, quase triste, irmã Marie-Bernard me respondeu: 

“Oh, sim! Mas eu não tinha nenhum direito a essa graça”.


Dezembro

Conde Lafond:

Irmã Marie-Bernard... essa irmã não serve para nada, no entanto é considerada o tesouro de Saint-Gildard; olham para ela como o baluarte da cidade episcopal e lhe atribuem a salvação durante a invasão de 1870; os prussianos estavam em todos os condados vizinhos e quase às portas de Nevers.


O cavalheiro Gougenot des Mousseaux, que viu Bernadete na época, fez-lhe algumas perguntas:

“Na gruta de Lourdes, ou depois dela, você obteve alguma revelação relativa ao futuro e ao destino da França? A Virgem não a encarregou por acaso de transmitir advertências ou ameaças à França?”.

“Não.”

“Os prussianos estão chegando: você não tem medo?”

“Não.”

“Não há nada a temer, então?”

“Eu só tenho medo dos maus católicos.”

“Não tem medo de mais nada?”

“Não, de nada”.



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário.

2 comentários:

  1. OBRIGADO.FELIZ 2016 PARA TODOS.

    ResponderExcluir
  2. QUE SANTA BERNADETE NOS ENSINE A SER BONS CATOLICOS.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.