quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Como Santa Bernadette se fez freira em Nevers

O 'cachot', cela da prisão da delegacia: único local que sobrou para a família Soubirous na miséria
O "cachot" (ex-cela da prisão)
única moradia da família Soubirous.
Até hoje pode ser visitado.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




Nos meses seguintes às aparições, Bernadette continuou cumprindo seus deveres familiares na cela da ex-prisão, único reduto que ficara para a família morar.

O afluxo de romeiros multiplicou imensamente seus trabalhos.

Pois ela contentava a todos reproduzindo uma e outra vez os acontecimentos da gruta.

O médico aconselhou que a família deixasse essa cela infecta porque estava comprometendo a saúde da própria Bernadette e das crianças.

Mas então as coisas passavam a sorrir para a família Soubirous.

Acharam um quarto melhor, e alguns meses depois, o pai de Bernadette pode obter um moinho de farinha com o qual voltou a seu ofício e reconstituiu sua condição social.

Então, os perigos passaram a serem outros.

Romeiros ofereciam dinheiro a Santa Bernadette e sua família. Muitos com boa intenção, outros não.

Certa feita, o menor dos irmãos aceitou ingenuamente uma moeda de ouro. Santa Bernadette mandou devolve-la lhe dando um sonoro bofe.



O moinho Lacadé, nova casa para a família Soubirous
O moinho Lacadé, foi nova casa para a família Soubirous
Futuramente, parentes ou amigos de Santa Bernadette foram montar lojas de objetos religiosos.

O fato incomodou profundamente a vidente.

Ela temia que a atividade comercial diminuísse a devoção e o respeito que se devia a Nossa Senhora.

As autoridades religiosas acharam melhor que Bernadette ingressasse numa casa religiosa.

Ali poderia completar seus estudos e ficar protegida do assédio dos visitantes.

Lourdes, a imagem da Gruta
Bernadette, nessa época não sentia uma atração especial pela vida religiosa mas aceitou entrar no hospício mantido pelas Irmãs da Caridade.

Bernadette estava convencida que ela era “bonne à rien” ― “boa para nada” ― e que por isso não era digna de ser religiosa.

Além do mais ela tinha a saúde muito fraca e não possuía dote.

Pensou até em se tornar carmelita, mas as carências de saúde a dissuadiram.

Muitas ordens e casas religiosas disputaram a honra de recebê-la.

Mas ela acabou pedindo ingressar na casa mãe da Congregação que a tinha acolhido no hospício de Lourdes. I. é, em Nevers.

― “Vou a Nevers porque elas não me têm procurado”, explicou a Santa.



2 comentários:

  1. Mirtes Petrolli Bueno3 de novembro de 2016 09:15

    Visitei Lourdes em maio desse ano e posso dizer que foi o Santuário Mariano que mais me emocionou e me realizou,
    Amo mto Santa Bernadete.

    ResponderExcluir
  2. Lourdes, também estive lá pela primeira vez em maio.foi minha realização, um sonho. Vou voltar, é um lugar maravilhoso,de oração, de fé, de milagres.

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.