quarta-feira, 23 de novembro de 2022

Valor e importância de levar o nome de Lourdes

Procissão de padres dominicanos em Lourdes
Procissão de padres dominicanos em Lourdes
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs









Muitas mulheres levam o nome de Lourdes. Muitas chamam Maria de Lourdes, e nem sabem bem o que é Lourdes.

Alguém tal vez explicou que é uma gruta onde Nossa Senhora apareceu, onde curas, etc., etc.

Podem ter certa noção desses fatos, mas não tinha deitado a atenção desses fatos. E vivem com esse nome como um menininho que vai, por exemplo, ao Colégio São Luís e não sabe quem foi São Luís.

Outras vezes foi a mãe que deu esse nome e elas estão à vontade porque foi a mãe que deu. Mas não sabem mais nada. Nunca pensaram o que significa o nome Lourdes.

E quando ficam sabendo tomam uma boa surpresa. Lourdes é isso? Mas, por que é que não me falaram antes?

É, aliás, um lindo presente para fazer: contar para Da. Lourdes o que significa o nome de Lourdes!

Muitas vezes essa explicação chega num momento de aflição da hipotética Da. Lourdes. E então a consolação é muito maior.

E o agradecimento também.

Mas, é só isso?

E a alegria de Nossa Senhora vendo que uma alma que tinha o nome de Lourdes e não ligava, se volta para Ela?

Não irá Nossa Senhora abençoar especialmente essa alma?

Diante da Gruta de Lourdes aos pés de Nossa Senhora
Diante da Gruta de Lourdes aos pés de Nossa Senhora
E não irá a abençoar também e atender os pedidos daquela pessoa que desvendou o valor e o significado do nome Lourdes a quem tinha o nome mas não sabia?

Não terá Ela uma especial dileção para quem fez esse bem a alguém? Que tal vez gemia no fundo da alma e não sabia que levava a solução no próprio nome?

Então contar a história de Santa Bernadete, os problemas pelos que ela passou, o drama de sua família, a pobreza, a doença, a aparição, as incompreensões, os sofrimentos, as consolações, os milagres, tudo o que aconteceu na Gruta. E o que acontece em todas as grutas de Lourdes que há pelo mundo afora.

A gente pede na angústia muita coisa a Nossa Senhora. Ela não vai ficar mais propícia a nosso pedido se fizermos isso com uma alma que ainda não a conhece?

E... se não se chamar Lourdes? O conselho fica valendo igual!!



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário.

quarta-feira, 16 de novembro de 2022

Israel ficou pasmo quando uma católica foi objeto de um milagre

Teresa Daoud
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








 A cura do câncer, com fortes sinais de milagre, de Teresa Daoud – devota católica de nacionalidade israelense – abalou Israel.

Ela contou o caso todo ao Canal 2 de Israel, que também entrevistou seus médicos e analisou o caso clínico.

Teresa sofria de um câncer maligno na perna, o qual se desenvolvia rapidamente. Os médicos decidiram então amputar-lhe a perna.

A cirurgia foi adiada três vezes por razoes burocráticas. Ela interpretou os adiamentos como um sinal de que devia confiar mais na oração do que na intervenção médica.

O Dr. Jacob Bickels, chefe do Departamento de Oncologia Ortopédica do Hospital Ichilov, em Tel Aviv, disse: “Era claro para mim que ela ia morrer em pouco tempo. Ela é uma mulher instruída, inteligente, lúcida, e quando uma pessoa assim toma uma decisão sabendo bem das consequências, nós a respeitamos”.

Teresa ia rezar na igreja católica de sua cidade. É uma igrejinha singela, precedida por uma grande escadaria, que agora ela pode subir com naturalidade. Dentro há apenas um grande cruzeiro, a imagem de Nossa Senhora de Fátima, um quadro de São Charbel Macklouf e um humilde presépio.

Miraculosamente, segundo a mídia israelense, quando ela estava no quinto mês da doença, as chapas evidenciaram que o câncer havia desaparecido completamente.

Teresa Daoud rezando na igreja
“Se alguém tivesse me contado esta história, eu teria dito que os dois, a doente e o doutor, estavam mal da cabeça. É impossível”, declarou o Dr. Jacob ao Channel 2 de Israel.

Professor em alta tecnologia médica, o Dr. Jacob mostrou com chapas como o câncer, que se espalhava de modo violento, tinha desaparecido pura e simplesmente sem nenhum tratamento.

“Eu sentia dores em meu pé e em meu tornozelo, mas de início tentei ignorar”, explicou Teresa. Os médicos mandaram fazer radiografias e acharam um câncer do tamanho de uma laranja.

A biópsia revelou tratar-se de um tumor maligno que crescia velozmente.

“Para mim foi um choque”, disse Teresa à TV, “mas eu comecei a pensar na minha vida sem a perna”.

Após consultas com especialistas em oncologia de Israel e dos EUA, a resposta clínica era unânime: amputar.

Teresa voltou ao seu lar em Ussfiya, uma aldeia árabe perto de Haifa, e rezou intensamente por sua cura.

Três meses depois, ela voltou ao Hospital Ichilov para mais uma consulta com o Dr. Jacob Bickels.

As novas radiografias confirmaram que o câncer tinha desaparecido. “Eu tive um choque quando eu vi o resultado, não podia acreditar. Eu perguntei ao doutor se não era uma confusão” – disse ela.

Antes e depois
“Eu perguntei a ela o que tinha acontecido. Ela sorriu largamente e disse: ‘eu rezei’. Eu lhe ordenei tirar novas radiografias e o tumor havia se reduzido de modo impressionante” – contou o Dr. Jacob.

“Eu jamais tinha visto ou ouvido algo como isto. Eu sei que um câncer desse tipo não retrocede”, explicou o médico.

Para ter certeza plena, Teresa foi objeto de mais uma biópsia, que foi realizada pelo próprio chefe do Departamento de Oncologia Ortopédica.

“Este fenômeno não é possível e não há literatura clínica alguma nesse sentido”, concluiu o especialista.

“Cada vez que rezo, eu sinto paz e segurança. Eu tinha medo, mas estava em paz”, explicou Teresa.



O vídeo de Canal 2 está em árabe e hebraico. Neste blog oferecemos uma apertada síntese (textos entre aspas)


“O efeito das coisas que acontecem na alma humana sobre as coisas que acontecem em seu corpo é uma área onde nós não entendemos praticamente nada”, acrescentou o Dr. Jacob Bickels. “Na minha opinião, isto é o que explica o caso de Teresa”.

“Eu sou um homem prático. Eu sou um cirurgião de câncer. Eu não procuro soluções nos céus, mas a única coisa que nós fizemos por Teresa foi demorar. Ela de fato não foi tratada” – concluiu.

“É um presente de Deus”, concluiu Teresa, por sua vez, para a televisão israelense.


Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário. 
CLIQUE AQUI: WEBCAM .


quarta-feira, 19 de outubro de 2022

Em Lourdes, Nossa Senhora brilha
como Medianeira de todas as graças

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








Lembro-me de uma cançãozinha religiosa que se cantava no meu tempo de moço em que havia um resto de piedade, e que dizia:

“Salve, ó Mãe! Salve, ó Virgem Santíssima!

“Do universo portento e primor;

“Mais esplêndida glória que a Tua,

“Só tem Deus, do universo Senhor.”

É piedosa a canção e realmente a conclusão é esta: glória mais esplêndida que a de Nossa Senhora só tem Deus, do universo Senhor.

Quer dizer, Nossa Senhora está infinitamente abaixo de Deus. E tudo quanto está abaixo de Nossa Senhora está incomensuravelmente abaixo d’Ela. É o que a perenidade das curas de Lourdes nos significa.

Há certa religiosidade um pouco dada a pedir favores materiais, que desdenha os favores espirituais e que se impressiona muito com as graças materiais de Lourdes.

Há quem não compreenda que os favores materiais que Deus dá são de fato favores e que se deve pedir.

Mas que só são verdadeiramente favores na medida em que levam a alma a desejar os favores espirituais, as graças para a alma.

É por aí que verdadeiramente Deus atrai as almas para Ele, porque todos os favores têm este fim.

Não se pense que a cura de Lourdes é só porque Nossa Senhora tem pena, por exemplo, do homem que é coxo, de quem Ela tem pena e gosto em curá-lo. É claro que Ela tem pena.

Porém, muito mais do que isto, Nossa Senhora quer lhe fazer um bem maior à sua alma, servindo-Se para isto de um milagre físico.

Também esse milagre é benfazejo aos que veem ou sabem do prodígio realizado.

No caso, o bem que está em vista é ter uma grande fé na verdade de que Ela é a Medianeira de todas as graças.

Por exemplo, no dia 3 de fevereiro nós temos a cerimônia das velas de São Braz. Eu estava vendo aquele mundo de gente que vai lá para se proteger contra a dor de garganta.

É claro que Nossa Senhora ama, preza de nos livrar de um mal de garganta. Mas, sob a condição de que essa cura conduza à salvação.

Porque às vezes uma dor de garganta, ou coisas piores do que isto, às vezes muita doença faz muito bem para muita gente.

Se não houvesse doença na Terra, o inferno estaria muitíssimo mais cheio do que está. Não é muito não, é muitíssimo mais cheio do que está! Portanto, não é qualquer doença que Nossa Senhora cura.

Mas quando é o caso de curar, Ela o faz com gosto e amor materno.

Então, Nossa Senhora cura para quê? Para fazer sentir às pessoas Sua bondade.

E para lhes estimular o desejo de se curarem dos males, das doenças da alma, para adquirirem sobretudo os bens espirituais.

Essas as considerações que na novena de Nossa Senhora de Lourdes eu podia fazer.

(Autor: Plinio Corrêa de Oliveira. Excertos de palestra pronunciada em 4 de fevereiro de 1965. Sem revisão do autor)



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário. 
CLIQUE AQUI: WEBCAM

terça-feira, 11 de outubro de 2022

A solução está em Aparecida e não em Brasília

Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs





Nossa Senhora Aparecida 305 anos depois

Existem devoções nacionais a Nossa Senhora, como é o caso de Aparecida, da mesma maneira que há grandes invocações que têm uma realeza entre as invocações de Nossa Senhora, como é o caso de Nossa Senhora do Rosário.

Quase não existe um país da Terra que não tenha uma grande devoção a Nossa Senhora e de que Ela não seja, debaixo de algum título, a Padroeira.

Também existem as invocações a Nossa Senhora das regiões e das cidades, como é, por exemplo, Nossa Senhora da Penha, em São Paulo.

E, às vezes, ainda há imagens de Nossa Senhora particularmente invocadas numa paróquia, numa parte de uma cidade, etc.

quarta-feira, 5 de outubro de 2022

Santa Bernadette intacta no tufão

Santa Bernadette intacta na India, Wadala
Santa Bernadette intacta na Índia, Wadala
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








Em Wadala, Índia, uma grande árvore típica do país foi arrancada de raiz junto à Igreja Católica de São José, e caiu sobre a imagem de Santa Bernadette Soubirous, vidente de Nossa Senhora de Lourdes que fazia parte de uma gruta de Lourdes.

Para pasmo de todos, o grande e complicado tronco parou sobre a cabeça da imagem de Santa Bernadette que, toda ela, permaneceu intacta, como repercutiu intensamente nas redes sociais daquele remoto país.

quarta-feira, 28 de setembro de 2022

13 de outubro: Fátima, a crise mundial e a solução

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








“Não há sobre a Terra uma só nação que não esteja a braços, em quase todos os campos, com crises gravíssimas.

“Se analisarmos a vida interna de cada país, notaremos nele um estado de agitação, de desordem, de desbragamento de apetites e ambições, de subversão de valores que, se já não é a anarquia franca, em todo o caso caminha para lá.

“Nenhum estadista de nossos dias soube ainda apresentar o remédio que corte o passo a esse processo mórbido, de envergadura universal.

“Mas, para a gravidade desta crise universal, a mensagem de Nossa Senhora de Fátima abre os olhos dos homens, apresentando-lhes uma explicação à luz dos planos da Providência Divina, e também indicando-lhes os meios necessários para evitar a catástrofe.

“É a própria história de nossa época, e mais do que isto o seu futuro, que nos é ensinado por Nossa Senhora.

quarta-feira, 21 de setembro de 2022

As lições espirituais das aparições – 2. S.S. Pio XII

S.S. Pio XII
S.S. Pio XII
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs









Conclusão do post anterior: As lições espirituais das aparições – 1. S.S. Pio XII

 

 

17. Ora, o mundo, que tantos e tão justos motivos de ufania e de esperança oferece nos nossos dias, conhece também uma terrível tentação de materialismo, muitas vezes denunciada pelos nossos predecessores e por nós mesmos.

Esse materialismo não está somente na filosofia condenada que preside à política e à economia de uma porção da humanidade; manifesta-se também no amor do dinheiro, cujas devastações se amplificam à medida dos empreendimentos modernos, e que, infelizmente, comanda tantas determinações que pesam sobre a vida dos povos; traduz-se pelo culto do corpo, pela procura excessiva do conforto e pela fuga de toda austeridade de vida; induz ao desprezo da vida humana, daquela, mesmo, que é destruída antes de ver a luz; está na demanda desenfreada do prazer, que se ostenta sem pudor e que mesmo, pelas leituras e pelos espetáculos, tenta seduzir almas ainda puras; está na indiferença para com seu irmão, no egoísmo que o esmaga, na injustiça que o priva dos seus direitos, numa palavra, nessa concepção da vida que regula tudo em vista somente da prosperidade material e das satisfações terrenas.

quarta-feira, 14 de setembro de 2022

As lições espirituais das aparições – 1. S.S. Pio XII

O Papa Pio XII no dia de sua coroação.
O Papa Pio XII no dia de sua coroação.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






continuação do post anterior: S.S. Pio XII: S.S. Pio XII: Lourdes e a Santa Sé



12. Essas lições, eco fiel da mensagem evangélica, fazem ressaltar de maneira impressionante o contraste que opõe os juízos de Deus à vã sabedoria deste mundo.

Numa sociedade que não tem lá muita consciência dos males que a corroem, numa sociedade que vela as suas misérias e as suas injustiças sob aparências prósperas, brilhantes e descuidosas, a Virgem imaculada, por quem o pecado jamais roçara, manifesta-se à uma menina inocente.

Com compaixão maternal percorre com o olhar este mundo redimido pelo sangue de seu Filho, onde, infelizmente, o pecado faz cada dia tantas devastações, e por três vezes lança o seu apelo premente: “Penitência, penitência, penitência!”

Gestos expressivos são, mesmo, pedidos: “Ide beijar a terra em penitência pelos pecadores”. E ao gesto há que juntar a súplica: “Rogareis a Deus pelos pecadores”.

quarta-feira, 7 de setembro de 2022

S.S. Pio XII: Lourdes e a Santa Sé

Tiara: tríplice coroa dos Papas
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






continuação do post anterior: S.S. Pio XII: Nossa Senhora na história da França



6. Estes cem anos de culto mariano teceram, ademais, entre a Sé de Pedro e o santuário pirenaico laços estreitos, que nos apraz reconhecer. A própria virgem Maria não desejou essas aproximações?

“O que em Roma, pelo seu magistério infalível, o sumo pontífice definia, a Virgem Imaculada Mãe de Deus, a bendita entre as mulheres, quis, ao que parece, confïrmá-lo por sua boca, quando pouco depois se manifestou por uma célebre aparição na gruta de Massabielle”.(5)

Certamente, a palavra infalível do pontífice romano, intérprete autêntico da verdade revelada, não necessitava de nenhuma confirmação celeste para se impor à fé dos fiéis.

Mas com que emoção e com que gratidão o povo cristão e seus pastores não recolheram dos lábios de Bernadete essa resposta vinda do céu: “Eu sou a Imaculada Conceição”!

quarta-feira, 31 de agosto de 2022

S.S. Pio XII: Nossa Senhora na história da França

S.S. Papa Pio XII
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs









2. Toda terra cristã é uma terra marial, e não há povo redimido pelo sangue de Cristo que não goste de proclamar Maria sua mãe e sua padroeira.

Relevo empolgante assume, todavia, esta verdade quando se evoca a história da França.

O culto da Mãe de Deus remonta às origens da sua evangelização, e, entre os mais antigos santuários marianos, Chartres ainda atrai os peregrinos em grande número, e milhares de jovens.

A Idade Média, que, notadamente com São Bernardo, cantou a glória de Maria e lhe celebrou os mistérios, viu a admirável eflorescência das vossas catedrais dedicadas a Nossa Senhora: Le Puy, Reims, Amiens, Paris e tantas outras...

Essa glória da Imaculada anunciam-na elas de longe pelas suas flechas esbeltas, fazem-na resplandecer na pura luz dos seus vitrais e na harmoniosa beleza das suas estátuas; atestam elas sobretudo a fé de um povo a se alçar acima de si mesmo num surto magnífico, para erguer no céu da França a homenagem permanente da sua piedade mariana. 

quarta-feira, 24 de agosto de 2022

O Padre Pio, o terço e Nossa Senhora de Lourdes

Padre Pio: Nossa Senhora nunca me recusou uma graça através da recitação do terço
Padre Pio: Nossa Senhora nunca me recusou uma graça
através da recitação do terço
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




“Nada menos que cinco rosários na íntegra todos os dias”: é o compromisso que lemos no diário escrito por Padre Pio em 1929. Mas, na realidade, eram realmente raros os dias em que o capuchinho ficava limitado a esse número.

O padre Mariano Paladino uma vez perguntou-lhe quantos terços havia rezado, e ele respondeu:

– Trinta. Quase, tal vez um pouco mais, mas não menos.

– Como o senhor consegue? perguntou o surpreso confrade.

E padre Pio respondeu candidamente:

– Na noite o que há para fazer?


Em outra ocasião, o santo religioso acrescentou:

– Eu posso fazer três coisas ao mesmo tempo: rezar, confessar e ir ao redor do mundo.

Um de seus assistentes pessoais, o padre Marcellino Iasenzaniro, testemunhou que na parte da manhã era necessário lavar-lhe as mãos uma de cada vez, porque o Padre Pio nunca parava de rezar o Terço, que gostava de chamar de “arma de defesa e de salvação, doada por Nossa Senhora para usá-la contra as astutas ciladas do inimigo infernal”.

E ele explicou aos que estavam perto dele:

quarta-feira, 17 de agosto de 2022

“Fiz o sacrifício de Lourdes. Verei a Virgem no céu” (1871-1876)

Material para fazer hóstias usado por Santa Bernadette no convento de Nevers.
Material para fazer hóstias usado por Santa Bernadette no convento de Nevers.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








1872

Agosto

Irmã Eudoxia Chatelain:

Bernadete tinha uma devoção especial por São José, o que me deixava um pouco impressionada, já que ela era a filha privilegiada de Nossa Senhora.

Um dia, eu a ouvi dizer:
“Vou fazer uma visitinha a meu pai”. Era São José: ela ia sempre rezar para ele na capela.

Dizia: “Amem muito o Senhor, minhas filhas. Nisso está tudo”.

quarta-feira, 10 de agosto de 2022

O milagre do sorriso de Nossa Senhora
no rosto de Santa Bernadette

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








Eis o comovedor relato de um milagre de Lourdes:


Um dia, um sacerdote se aproximou de nós diante de Grota e nos mostrou um velho no meio da multidão.

Ele estava piedosamente ajoelhado e rezava com os braços em cruz.

“Interrogai-o, disse o sacerdote, nós o chamamos de ‘o miraculado do sorriso da Virgem”.

Nós nos aproximamos do peregrino, e ele com o melhor charme do mundo, nos contou sua história.

Ele era o conde de Bruissard, e efetivamente ele vira o sorriso da Virgem, da mesma maneira que nós vemos o reflexo do sol num lago de águas puras e tranquilas.

Ele o viu refletido no rosto transfigurado de Santa Bernadette.

Eis o que ele nos contou:

quarta-feira, 3 de agosto de 2022

Santa Bernadette em Nevers:
“Eu só tenho medo dos maus católicos” (1870)

Imagem no convento de Nevers representa Santa Bernadette durante as aparições
Imagem no convento de Nevers
representa Santa Bernadette durante as aparições
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




1870

Abril

Irmã Angela (na época, postulante):

Irmã Marie-Bernard [N.R.: nome de religião de Santa Bernadette] me perguntou: 

“Senhorita, o que você tem?”.

Eu lhe respondi: “Acabo de receber uma notícia ruim: minha mãe está para morrer; talvez a esta hora já esteja morta”.

Então irmã Marie-Bernard me disse, com um sorriso que jamais esquecerei e aquele seu olhar penetrante: “Não chore, Nossa Senhora vai curá-la; vou rezar por ela”.


Agosto

Irmã Madalena Bounaix:

Em 15 de agosto de 1870, eu estava com ela na enfermaria São José; ela havia me dado uma fruta para o lanche; nós conversávamos sobre a festa daquele dia e eu lhe disse:

“Irmã, você vai rezar por mim hoje?”.

“Sim, mas com uma condição: que você também o faça por mim. Todos precisamos de orações.”

Eu, então, acrescentei:

“Como deve ser bonita a festa no céu, e Nossa Senhora, como deve ser bonita também”.

“Oh, sim”, ela disse, “depois que a gente a vê, não consegue mais ficar apegada à terra!”.

quarta-feira, 27 de julho de 2022

O milagre de Anna Santaniello (67º reconhecido canonicamente)

Anna Santaniello, antes da cura e 50 anos depois, Lourdes 150º aniversário das aparições
Anna Santaniello doente e 50 anos depois
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








O ante-penúltimo milagre de Lourdes reconhecido pela autoridade eclesiástica foi o de Anna Santaniello.

Sua mulher tomou um susto: o marido caminhava e foi até Compostela (1570 kms) !. LEIA AQUI

Um dos mais recentes reconhecimentos pela Igreja de um milagre (o 69º) aconteceu em 20 de junho de 2013. LEIA AQUI
 
A proclamação oficial aconteceu no domingo 13 de novembro de 2005.

O reconhecimento foi proclamado por Dom Gerardo Pierro, Arcebispo de Salerno, Itália, diocese da miraculada.

Nessa data Anna tinha 94 anos.

quarta-feira, 20 de julho de 2022

Santa Bernadette no convívio do convento de Nevers (1866-1867)

Imagem de Santa Bernadette no convento de Nevers.
Imagem de Santa Bernadette no convento de Nevers.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs







Vejamos testemunhos das religiosas e de pessoas que encontraram Bernadete durante a sua permanência na casa-mãe da Congregação das Irmãs da Caridade de Nevers, de 1866 até sua morte, em 16 de abril de 1879.


1866

Julho

Irmã Emiliana Duboé:

Bernadete ficou sob meus cuidados desde sua chegada ao noviciado, para que se acostumasse. [...] O que lhe doía era não ver mais a gruta de Lourdes.

“Se você soubesse”, ela me disse, “o que eu vi de bonito ali”. Eu tinha a tentação de perguntar, mas ela me respondeu que não podia dizer nada, que a mestra das noviças a havia proibido.

Dizia-me: “Se você soubesse como Nossa Senhora é boa!”.

Um dia Bernadete me mostrou que eu fazia mal o sinal da cruz. Eu respondi a ela que certamente não o fazia tão bem quanto ela, que o aprendera de Nossa Senhora.

“É preciso ter atenção”, ela me disse, “pois fazer bem o sinal da cruz significa muito”.

quarta-feira, 13 de julho de 2022

O que falava Santa Bernadette quando era religiosa (1868-1869)

Santa Bernadette religiosa em Nevers. [N.R.: nome de religião irmã Marie-Bernard]
Santa Bernadette religiosa em Nevers.
[N.R.: nome de religião irmã Marie-Bernard]
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs




1868

Irmã Charles Ramillon:

Eu estava presente, um dia, quando uma de nós lhe disse: 

“Você contou os segredos de Nossa Senhora à madre superiora?”. 

“Não.”

“Nem à mestra das noviças?” 

“Nem a ela.”

Então, acrescentei: “Mas, e se o Santo Padre perguntasse quais são esses segredos?”. 

Ela respondeu: “Eu pensaria no caso”.

quarta-feira, 6 de julho de 2022

O que dizia Santa Bernadette quando falava com as pessoas?

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






Santa Bernadete não deixou quase nada escrito.

Mas os arquivos do convento de Saint-Gildard, em Nevers, onde viveu como irmã com o nome religioso Marie-Bernard, conservam as atas do processo canônico e os testemunhos reunidos naquela ocasião.

Os testemunhos foram recolhidos entre as religiosas e todos os que tiveram contato com ela, sobretudo nos anos que passou no convento, entre 1866 e 1879.

São lembranças, pequenos casos, episódios, respostas que ficaram impressas na memória dos interlocutores.

Desse material heterogêneo, o convento de Saint-Gildard, graças ao trabalho de pesquisa do Pe. René Laurentin, extraiu o conteúdo para um pequeno livro, publicado na França em 1978 com o título Bernadette disait... [“Bernadete dizia...”]

Reproduzimos a seguir uma pequena antologia de passagens do livro, da qual emerge a personalidade de Bernadete e sua maneira simples e profunda de viver a fé cristã.

Reproduzimos os testemunhos na ordem cronológica, a mesma usada pelo livro, mencionando em alguns casos o contexto do episódio descrito, para facilitar sua compreensão.

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Lourdes: Nossa Senhora cura os corpos
porque cura as almas

Lourdes: doentes indo e vindo da Gruta
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs









Eu me lembro de uma cançãozinha religiosa, que se cantava no meu tempo, em que havia um resto de piedade, e que dizia:

“Salve, ó Mãe! Salve, ó Virgem Santíssima! Do universo portento e primor; mais esplêndida glória que a Tua, só tem Deus, do universo Senhor.”


É piedosa a canção e realmente a conclusão é esta: mais esplêndida glória que a Tua só tem Deus, do universo Senhor.

Quer dizer, Nossa Senhora está infinitamente abaixo de Deus. E tudo quanto está abaixo de Nossa Senhora está incomensuravelmente abaixo dEla. É o que a perenidade das curas de Lourdes nos diz.

Há uma certa religiosidade um pouco dada a graças materiais, a pedir favores materiais, etc., etc., que desdenha os favores espirituais e que se impressiona muito com as graças materiais de Lourdes.

Há quem não compreenda que os favores materiais que Deus dá são de fato favores. E favores que a gente deve pedir. 

quarta-feira, 15 de junho de 2022

Maior milagre de Lourdes: a aceitação do sofrimento

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs









Em Lourdes se verifica que Nossa Senhora dá ao doente uma tal conformidade com a doença, que eu nunca ouvi contar o caso de uma pessoa que esteve em Lourdes e não sendo curada se revoltasse.

Pelo contrário, as pessoas voltam enormemente resignadas, voltam satisfeitas de terem ido fazer sua visita a Lourdes, e verem outras que foram curadas.

E até casos numerosos de pessoas que vêm de longe, vêm da Índia, vêm da América, vêm sei lá de onde para serem curadas.

E, elas vendo ao lado outras que têm mais necessidade de serem curadas, pedem a Nossa Senhora isto: que eu não seja curado contanto que esse seja curado, e aquele seja curado.