quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

A festa de Lourdes está perto: esperança para os que sentem tudo indo à breca

Doente assistido por voluntários
Doente assistido por voluntários
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








Imaginemos uma família riquíssima que tem tudo para viver bem.

Mora na vivenda mais agradável que pode haver, tem iate, tem avião, tem digitais, tem facilidades de passar férias fabulosas.

O trabalho é leve, não dá preocupação porque a fortuna é próspera.

Os membros da família tratam muito bem da saúde, de maneira que todos têm uma saúde florescente, tudo corre muito bem.

Mas se não há fé essa família degringola.

A união desaparece entre os esposos, os filhos não querem bem aos pais, os irmãos não se estimam entre si, nascem as queixas, as reivindicações, e a família se desarticula.

Imaginemos uma família pobre como a de Santa Bernadette Soubirous. Seus pais ficaram paupérrimos.

A família toda morava numa cela de prisão abandonada.

A família de Santa Bernadette. Ela está no centro.
A família de Santa Bernadette. Ela está no centro.
Eles não tinham senão o necessário para viver.

E, ainda assim, faltava até para comer direito.

Mas eram unidíssimos, se queriam muito bem.

O fruto dessa família era Santa Bernadette, uma santa a quem a Virgem apareceu!

Era uma família feliz.

E, dentro daquela pobreza, eles viviam muito bem, viviam tranquilos e o indispensável nunca lhes faltou.

Veja vídeo
Voltando o olhar para
Nossa Senhora de Lourdes
Como se dá com as famílias, dá-se também com as nações.

Erram aqueles que imaginam que uma família rica é a família que vai bem. Não.

A família que vai bem é a que é rica em Fé!

O grande tesouro é a Fé católica, apostólica e romana!

A família rica em Fé, esta vai bem.

A família que não tem Fé se desarticula.

A nação rica em Fé vai bem. Se ela não é rica em Fé, ela se desarticula e leva tudo à breca.

Procissão das velas
Procissão das velas
Como está o Brasil do ponto de vista da Fé?

E Portugal?

E as nações vizinhas e irmãs?

Não é preciso responder.

A resposta entra pelos olhos adentro. Não há mal que não seja para recear.

É mais do que nunca necessário nos voltarmos para Lourdes e bradar por misericórdia.

Misericórdia sim, e às torrentes. Mas só misericórdia?

Não é a hora da penitência também? Da nossa penitência, da nossa cura, da nossa mudança de vida torta?

Ai, como somos fracos para fazer essa mudança!

Mas Lourdes nos dá os instrumentos, nos dá a graça para recuperarmos a saúde do corpo e, sobretudo, da alma.

A grande festa de Lourdes - 11 de fevereiro - está se aproximando.

Doentes na procissão das velas
Doentes na procissão das velas
É a hora de nos aproximarmos também de Nossa Senhora, nos interessarmos por Ela, querermos conhecê-la mais, amá-la mais, nos devotarmos mais a Ela.

Não percamos um instante!

Vamos correndo a Ela, antes de tudo pela oração cheia de confiança!




quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Modelo para difundir a devoção a Nossa Senhora de Lourdes

Modelo para difundir a devoção a Nossa Senhora de Lourdes (em cores)
Dá dois santinhos cada folha A4 imprimindo frente e verso
Inclui espaço em branco para acrescentar dados (endereço, telefone, paróquia)
Leia o conteúdo embaixo:
Nossa Senhora de Lourdes

A partir de 11 de fevereiro de 1858, Nossa Senhora apareceu 18 vezes a Santa Bernadette Soubirous, numa gruta perto de Lourdes, França.

A santa perguntou à Dama quem era e o que queria. Ela respondeu: “Eu sou a Imaculada Conceição”.

O Beato Papa Pio IX havia proclamado o dogma da Imaculada Conceição em 8 de dezembro de 1854 e a aparição confirmou esse dogma.

Nossa Senhora usava um vestido branco com uma fita azul. São as cores da Imaculada Conceição.

Nossa Senhora fez vários pedidos por meio de Santa Bernadette:

1) “Penitência, penitência, penitência!”; “rezai a Deus pela conversão dos pecadores”; além da recomendação de “oscular a terra em penitência pelos pecadores”.

2) “Ela me disse para comer a erva que se encontra no mesmo local onde eu fui beber” [em sinal de penitência], explicou a vidente.

3) “Ide beber na fonte, e lavai-vos ali”. Para esse efeito Nossa Senhora fez brotar uma fonte na gruta de Lourdes. Dali provém a “água de Lourdes”, até hoje.

4) Mandou construir uma igreja no local: “Devem vir aqui em procissão”. É a origem da procissão dos círios em Lourdes.

Como prova da veracidade da aparição, Nossa Senhora abriu ali uma fonte torrencial de graças e milagres como em nenhuma outra parte do mundo.

A ciência já constatou, depois de demorados processos, mais de 7.000 curas inexplicáveis pela medicina.

Os milagres acontecem em geral ao beber a “água de Lourdes” ou lavar-se nela, e também na benção dos doentes.

Mas muitos outros acontecem de modos e em locais inesperados, ao se invocar Nossa Senhora de Lourdes.

Por isso surgiram inúmeras reproduções da gruta de Lourdes pelo mundo inteiro.

Fiel: dirige-te para a imagem de Lourdes diante de ti e implora a Nossa Senhora o que mais precisas e compromete-te a cumprir os pedidos dEla, com a certeza de ser atendido.


O mesmo otimizado para impressão preto e branco
Clique para download formato JPG

Dá duas folinhas em cada folha A4 imprimindo frente e verso



Oração a Nossa Senhora de Lourdes

Ó Minha Senhora e minha Mãe, Vós manifestastes em Lourdes a grandeza de vosso poder e a imensidade de vossa bondade e por isso todos os homens vão a Vós e Vós os curais.

Fazei-me compreender, minha Mãe, que, no sentido espiritual, toda a Igreja Católica é uma Lourdes. Que ali Vós vos manifestais aos homens, e os curais.

Quantas enfermidades levo na minha alma mesmo dentro da Santa Igreja para a qual me chamastes tão misericordiosamente!

E, entretanto, vós que sois a Imaculada Conceição, já vais me curando e a todos os que a Vós imploram com o coração contrito e humilhado.

Concedei-me a graça que vos peço (fazer o pedido).

Não permitais que nunca mais eu me separe de Vós, é o que Vos peço do fundo de minha alma.

Pois, dessa forma, não me afastarei mais de Nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho.

Amém.

Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós!



Santa Bernadette


Bernadette Soubirous nasceu em 7 de janeiro de 1844.

No tempo das aparições seu pai, que era dono de um moinho, estava arruinado.

A família morava de graça numa cela abandonada da cadeia da cidade.

Nossa Senhora lhe apareceu em 11 de fevereiro de 1858, quando Bernadette colhia gravetos para esquentar a mísera cela e a mãe cozinhar uma pobre sopa.

Nossa Senhora escolheu-a porque ela era a mais ignorante de Lourdes.

Ela era uma boa menina, mas não era santa antes das aparições. Porém, quando começava a visão, ela se transfigurava.

E ela, simples camponesa, adquiria uma majestade que impressionava todo mundo.

Após as aparições, Santa Bernadette fez-se freira no convento de Saint-Gildard, na cidade de Nevers, onde faleceu em 16 de abril de 1879.

Seu corpo está milagrosamente incorrupto com as articulações flexíveis e pode ser venerado numa bela urna de cristal na capela do convento.

Santa Bernadette, rogai por nós!



quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Santa Bernadette responde a contento aos eclesiásticos

Santa Bernadette em foto de 18 outubro 1864

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs





Passada a tempestade dos primeiros dias marcadas pelos inquéritos civis e policiais, Santa Bernadette passou uma prova difícil, mas muito diferente: os inquéritos de eclesiásticos.

Fiéis de todas as condições arrumaram a gruta, abriram caminhos e montaram uma escadaria que descia até ela.

Instalaram uma bacia com torneiras para recolher a água da fonte e mesas para pôr as velas, canalizaram o canal e o rio.

Os albergues ficaram cheios e foi preciso construir mais.

Os milagres sucediam-se uns aos outros. Doações e ex-votos acumulavam-se na gruta e o delegado de polícia andava de olho aberto para inculpar Bernadette de falcatrua.

Procissões improvisadas, orações e cânticos eram continuas diante de Massabielle.

Eclesiásticos interrogam Santa Bernadette

Os romeiros queriam conhecer Bernadette e ouvir de sua boca a narração do acontecido. Submeteram-na a intermináveis interrogatórios.

Mas nem todos eram bem intencionados.

O Pe. Hyacinthe Loison, um pregador então muito na moda, tentou fazê-la cair em contradição. O infeliz e faceiro religioso posteriormente abandonou o sacerdócio.

Santa Bernadette com sua família
Santa Bernadete no centro da foto de família
O Pe Nègre SJ, querendo testar a autenticidade das aparições, empregou os recursos mais complicados da teologia para convencer Bernadette de que “tinha visto o diabo”.
― “O diabo não é tão belo quanto ela”, revidou Bernadette.

O hábil jesuíta lhe mostrou que o demônio, quando aparece, não pode deixar de exibir formas animais horríveis ou grosseiras que o denunciam.

E acrescentou:
― “E você não viu os pés. Seus pés estavam ocultos”.
― “Sim, eu vi. Ela tinha os pés à vista, e muito bonitos”.
― “Mas, você não viu suas mãos! Não estavam encobertas por um véu?”
― “Não, eu as via, e eram muito bonitas”.

Outros eclesiásticos ameaçaram Bernadette com o fogo eterno do inferno.

Ainda outros lhe apresentaram questões com melindres teológicos e subtilezas inextricáveis.

Mas Bernadette saiu de todas as provas com uma segurança desconcertante. Suas respostas fazem lembrar as de Santa Joana de Arco.

Lourdes, procissão das velas, ©Fr Lawrence OP

VEJA O QUE ACONTECE EM LOURDES NA PÁGINA ESPECIAL DE VÍDEOS -- CLIQUE AQUI


terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Os melhores votos de um Santo Natal e alvissareiro Ano Novo!

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs







Clique aqui para ouvir Jesu Redemptor omnium (Natal/Ferdinando III, imperador do Sacro Império)




Clique aqui para ouvir Die Geburt unsers Herren Jesu Christi (Natal/Heinrich Schutz):


Clique aqui para Resonet in laudibus (Natal/Josef Pavel):


Clique aqui para Ave Maria (Natal/tradicional):


Clique aqui para Laudate Dominum (Natal, França):


Clique aqui para Pastores loquebantur (Natal/Daniel Bollius):


Clique aqui para Jesu Redemptor omnium (Natal/Ferdinando III, imperador do Sacro Império) Navidad Christmas Weihnach Noel:



Clique aqui para Salvator Noster (Natal/Giovanni Gabrielli):


Clique aqui para Da das der König Herodes... Zu Bethlehem (Natal/Heinrich Schutz): 


Clique aqui para Vom Himmel hoch ihr Engel kommt (Natal/Alemanha):


Clique aqui para Les anges dans nos campagnes (Natal, França):


Clique aqui para Il est né le Divin Enfant (Natal, França):


Clique aqui para En natus est Emmanuel (Natal, França):


Clique aqui para Carillhão das horas, Notre Dame de Paris:


Clique aqui para O du fröhliche, o du selige (Natal, Alemanha):


Clique aqui para Süsser die Glocken nie klingen (Natal, Alemanha):


Clique aqui para Audite principes (Natal/Giovanni Gabrielli):


Clique aqui para Adeste fideles (Natal, tradicional):


Clique aqui para Ronda de Navidad (Natal, Peru):


Clique aqui para Canta ruiseñor (Natal, Peru):


Clique aqui para Rey a quien adoran (Natal, Espanha):


Clique aqui para Encantamiento de Nochebuena (Natal, Peru):


Clique aqui para Noturno de Natal, André da Silva Gomes (Brasil):


Clique aqui para 'Tú, mi Dios, entre galas' (Natal, Cuba):


Clique aqui para Dormi Jesu dulcissime (Natal/Pal Esterhazy):


Clique aqui para “Hodie Christus natus est”:


Clique aqui para “O magnum mysterium (Natal/Giovanni Gabrielli):


Clique aqui para o Noturno de Natal 7, André da Silva Gomes (Brasil):


Clique aqui para Resonet in laudibus (Natal/Michael Praetorius):


Clique aqui para Khindl wiegen auf Weihnachten (Natal/Pater Ignatius):





VEJA O QUE ACONTECE EM LOURDES NA PÁGINA ESPECIAL DE VÍDEOS -- CLIQUE AQUI



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Por que se faz a “Missa do Galo” na noite de Natal?

Galo no topo da catedral São Vito, Praga
Galo no topo da catedral São Vito, Praga
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






“Missa do Galo” é o nome da celebração litúrgica da meia-noite, na véspera do Natal.

A expressão vem da tradição segundo a qual à meia-noite do dia 24 de dezembro um galo cantou mais fortemente que qualquer outro, anunciando o nascimento do Menino Jesus.

Assim como o galo anuncia o nascer do sol e seu canto preludia o amanhecer, assim também a “Missa do Galo” comemora e canta o nascimento de Jesus, o Sol nascente que, clareando a escuridão do pecado, veio nos remir.

O galo foi escolhido como símbolo desta celebração porque ele representa, histórica e tradicionalmente, a vigilância, a fidelidade e a fé proclamada no auge das trevas.

Por isso podemos ver, no topo do campanário das igrejas, um galo proclamando para todos os quadrantes que Jesus nasceu.

A celebração é feita à meia-noite porque o nascimento ocorreu por volta dessa hora. A “Missa do Galo” foi celebrada pela primeira vez no século V pelo Papa Xisto III na então nova basílica de Santa Maria Maior, onde são hoje veneradas as relíquias do Santo Presépio, conservadas em artístico relicário.

Nos primórdios da Igreja, os cristãos se encontravam para rezar na cidade de Belém à hora do primeiro canto do galo. Com a expansão da Igreja, na vigília do Natal os fiéis se reuniam na igreja mais próxima e passavam a noite rezando e cantando.

Em algumas aldeias espanholas era costume os camponeses levarem um galo à igreja para que ele cantasse na missa.

A igreja era toda iluminada com lâmpadas de azeite e tochas. As paredes eram revestidas com panos e tapetes. O templo era perfumado com alecrim, rosmaninho e murta.

Desde o início desta devoção a véspera de Natal é suave e nobremente jubilosa. Por isso é chamada de Noite Santa. Seus cânticos são festivos, como o tradicional Glória litúrgico.

Adoração do Menino Jesus no fim da Missa do Galo, igreja do Oratório, Londres
Adoração do Menino Jesus no fim da Missa do Galo, igreja do Oratório, Londres
Segundo uma tradição católica muito generalizada, os fiéis iam acendendo uma vela a mais em cada semana do Advento, ou período de quatro domingos antes do Natal.

Elas já estavam todas acesas na “Missa do Galo”, solenemente celebrada e na qual a comunhão era oferecida pelo nascimento do Messias.

Em Roma, o Papa deve conduzir pessoalmente a celebração, pois ele é sucessor de Pedro, o Apóstolo designado pelo próprio Jesus para primeiro monarca da Igreja (Mt 16,18).

O Natal é uma das raríssimas datas litúrgicas que contemplam três Missas diferentes: a da noite, a da aurora e a do dia.

Segundo São Gregório Magno, a Missa da noite, ou “do Galoin galli cantu (à hora em que o galo canta) comemora a vinda de Jesus à Terra; a Missa da aurora, celebrada logo depois, comemora o nascimento de Jesus no coração dos fiéis; a Missa do dia, ou Missa de Natal propriamente dita, evoca o nascimento do Verbo de Deus.

A Missa começava com um cântico natalício. No momento do “Gloria in excelsis Deo”, as campainhas tocavam para assinalar o nascimento do Redentor. No fim da celebração, todos iam oscular o Menino. Em algumas Igrejas, o presépio permanecia coberto até o momento do cântico.

De início jejuava-se durante a vigília, como forma de desprendimento e convite à contemplação do grande mistério que vai se celebrar. Comia-se apenas peixe — e em Portugal bacalhau, costume que ainda perdura em muitos lares brasileiros.

Depois que se aboliu o jejum, o povo continuou a chamar a ceia de Natal de “consoada”, embora esta tenha passado a ser mais abundante. “Consoada” significa pequena refeição e surgiu no século XVII. Era feita após a “Missa do Galo”.

Os fiéis chegando para a 'Missa do Galo' (Clarence Gagnon,1933)
Os fiéis chegando para a 'Missa do Galo' (Clarence Gagnon,1933)
Até a revolução “pós-conciliar”, após a “Missa do Galo” as famílias voltavam para suas casas, colocavam a imagem do Menino Jesus no Presépio, cantavam e rezavam em seu louvor, faziam a Ceia de Natal e trocavam presentes.

O nome “Missa do Galo” usa-se apenas em português e espanhol. Na maior parte do mundo chama-se simplesmente Missa da noite de Natal ou Missa da meia-noite.

Na Espanha havia uma tradição peculiar: “Antes de baterem as 12 badaladas da meia-noite de 24 de dezembro, cada lavrador da província de Toledo matava um galo, em memória daquele que cantou três vezes, quando Pedro negou Jesus, por ocasião da sua morte”.

Em seguida, a “ave era levada para a igreja e oferecida aos pobres”, informa a agência católica Ecclesia.

Apesar do laicismo moderno e da escalada do ateísmo materialista, nessa abençoada noite as catedrais de Paris, Londres, Barcelona e muitas outras se enchem, para acompanhar os coros que cantam as santas alegrias do Natal iminente... até o galo cantar anunciando a Boa Nova!



"Stille Nacht, Heilige Nacht" (Noite silenciosa, noite santa, Alemanha)




"Il est né le Divin Enfant" (Nasceu o Divino Menino, França)




"Gabriel, fram Heven-King" (Gabriel anunciou o Rei do Céu, Inglaterra)





"Pastores loquebantur" (Os pastores falavam, Daniel Bollius)





"Adeste fideles" (Vinde, fiéis, Daniel tradicional)





"Canta ruiseñor" (Canta rouxinol, Peru, tradicional)





"O du fröhliche, o du seliche" (O você feliz, oh você mesmo, Alemanha)





"Dormi Jesu dulcissime" (Dorme, oh meu docíssimo Jesus, Pal Esterhazy, Áustria)






VEJA O QUE ACONTECE EM LOURDES NA PÁGINA ESPECIAL DE VÍDEOS -- CLIQUE AQUI



Acompanhe online o que está acontecendo agora na própria gruta de Lourdes pela Webcam do santuário.

sábado, 7 de dezembro de 2019

Imaculada Conceição: ensinamentos sobre a glória de Nossa Senhora

Imaculada Conceição, São Francisco da Penitência, Rio de Janeiro
Imaculada Conceição, São Francisco da Penitência,
Rio de Janeiro
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






Continuação do post anterior: na proclamação do dogma raio de luz acendeu o rosto do Beato Pio IX




O dogma da Imaculada Conceição ensina que Nossa Senhora foi concebida sem pecado original desde o primeiro instante de seu ser.

Ela em momento algum teve qualquer nódoa do pecado original.

A lei inflexível pela qual todos os descendentes de Adão e Eva, até o fim do mundo, teriam o pecado original, se suspendeu em Nossa Senhora.

E naturalmente na humanidade santíssima de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Nossa Senhora não ficou sujeita às misérias a que estão sujeitos os homens.

Não ficou sujeita aos impulsos, inclinações e tendências más que os homens tem.

Tudo nEla corria harmonicamente para a verdade, para o bem; tudo nEla era o movimento para Deus.

Nossa Senhora foi exemplo perfeito da liberdade da razão iluminada pela fé.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Imaculada Conceição: na proclamação do dogma
raio de luz acendeu o rosto do Beato Pio IX

O Beato Pio IX proclama o dogma da Imaculada Conceição. Franceso Podesti (1800–1895), Museus Vaticanos
O Beato Pio IX proclama o dogma da Imaculada Conceição.
Franceso Podesti (1800–1895), Museus Vaticanos
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








Em 8 de dezembro de 1854 rodeado o bem-aventurado Papa Pio IX se levantou para definir o dogma da Imaculada Conceição no esplendor da basílica de São Pedro.

Nesse momento o Santo Padre sobre quem teria descido um discreto mas perceptível raio de luz sobrenatural proclamou com voz solene e cadenciada:


”41. ... depois de implorarmos com gemidos o Espírito consolador.

“Por sua inspiração, em honra da santa e indivisível Trindade,

“para decoro e ornamento da Virgem Mãe de Deus,

“para exaltação da fé católica, e

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Na festa da Medalha milagrosa: aparições a Santa Catarina Labouré

Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








Santa Catarina Labouré, no dia 21 de abril de 1830, transpôs os umbrais do noviciado das Filhas da Caridade, na Rue du Bac, em Paris.

Ela chegou, sem sabé-lo, conduzida pela mão de São Vicente de Paula.

Primeira aparição: Nossa Senhora mostra que o mundo caminha para um desastre

Na noite anterior ao dia da festa de São Vicente, 19 de julho, Catarina ouviu uma voz que a acordava. Assim contou ela:

“Enfim, às onze e meia da noite, ouvi que me chamavam pelo nome: ‘Minha irmã! Minha irmã!’ Acordando, corro a cortina e vejo um menino de quatro a cinco anos vestido de branco que me diz: ‘Vinde à Capela; a Santíssima Virgem vos espera’.

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

O Santo Sudário e os milagres de Lourdes

Santo Sudário de Turim: detalhe do rosto de Nosso Senhor morto.
Santo Sudário de Turim: detalhe do rosto de Nosso Senhor morto.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








O crescente ateísmo e imoralidade contra os quais Nossa Senhora veio em Fátima alertar os homens negam que Nosso Senhor Jesus Cristo tivesse existido, como a Igreja Católica sempre nos ensinou.

Também negam que os fatos narrados no Novo Testamento tenham sido, exatamente, como estão narrados no Evangelho.

Por exemplo, muitos sustentam que Cristo foi uma espécie de mito, uma fantasia muito bonita, um caso literariamente elaborado pelas comunidades de base dos primeiros séculos. Segundo esses, não está nada demonstrado.

Mais sobre o SANTO SUDÁRIO




Santo Sudário: as primeiras surpresas e constatações

Inscrição em aramaico no Santo Sudário seria anterior ao ano 70 d.C.

Probabilidade de o Santo Sudário ser falso: uma em 225 bilhões!

Para matemático, chance de o Santo Sudário não ser verdadeiro é de uma em 200 bilhões

“Tudo coincide perfeitamente com os Evangelhos”

Santo Sudário: inexplicável imagem tridimensional― Inviabilizada a conjetura de falsificação

Engenheiro em nanotecnologia: o Santo Sudário é um testemunho mudo da Ressurreição

“É como olhar no umbral do mistério da Ressurreição”

O enigma que desconcerta a ciência

Cientista incrédulo estudou 37 anos o Santo Sudário e hoje tem certeza: é autêntico!

O cientista descrente que se rendeu à evidência: não há nada como o Santo Sudário!

Jesus em 3D segundo o Santo Sudário: um homem de uma beleza extraordinária e majestosa

Professor faz Crucificado seguindo os dados do Santo Sudário

A autopsia do Santo Sudário concorda com os Evangelhos

Santo Sudário: a imagem completa de um homem cruelmente crucificado (1)

Santo Sudário: a imagem completa de um homem cruelmente crucificado (2)

“É sangue de um homem torturado e assassinado”, diz estudo atômico do Santo Sudário

Cientistas desmontam artifício para “provar” que o Santo Sudário não é autêntico

No resgate do Santo Sudário, um milagre em meio às chamas

Fotos tridimensionais aumentam certeza de que o Santo Sudário envolveu a Nosso Senhor

O Santo Sudário em três dimensões

Para ciência de ponta é impossível reproduzir o Santo Sudário

A ciência impotente para explicar a imagem do Santo Sudário

Santo Sudário: as ciências diante do humanamente inexplicável

O Santo Sudário à luz da ciência histórica e das críticas adversas

Os templários veneravam o Santo Sudário e por isso foram difamados, diz historiadora do Arquivo Secreto Vaticano

Médico espanhol: não acredita no Santo Sudário quem não quer mudar de vida

A Santa túnica de Argenteuil comparada por um cientista com o Santo Sudário

O Santo Sudário comparado com o Véu da Verônica

O Santo Sudário e o Véu da Verônica: falam os cientistas

Concordâncias científicas entre o Santo Sudário de Turim e o de Oviedo

Santo Sudário de Turim e o Sudário de Oviedo “envolveram a mesma pessoa”, concluiu inquérito

As chagas impressas no Santo Sudário de Turim

Identificam a ferida da lançada no Santo Sudário de Turim e no Sudário de Oviedo

Descobertas da botânica no Santo Sudário

Unguentos e polens no Santo Sudário falam de um enterro próprio a um rei

Flores no Santo Sudário só poderiam ter sido colhidas em Jerusalém na época da Crucifixão

Mais modernos testes concluem que o Santo Sudário é do tempo de Jesus Cristo

Cientistas querem teste sério de carbono 14

Sobre o contestado teste do carbono 14

Novos livros confirmam a impropriedade dos testes de Carbono 14

O Homem do Sudário, exposição em cidades brasileiras

A altura do Redentor segundo o Santo Sudário

Decifrado no Santo Sudário o certificado do enterro de Jesus

Negam a autenticidade do Sudário porque recusam Cristo e Sua Ressurreição

Ora, meio inesperadamente um fotógrafo tirou uma foto do Santo Sudário de Turim. E no negativo apareceu o rosto de Nosso Senhor Jesus Cristo.

E com uma cara que ninguém tem dúvida nenhuma de que é o Cristo da Igreja, o Cristo do Evangelho, fotografado.

Como é que se pode achar que não existiu?

Barrie Schwortz é uma das maiores autoridades mundiais sobre o Santo Sudário. Técnico em fotografia, ele fez o primeiro exame em profundidade dessa preciosa relíquia em 1978, junto com a equipe do famoso Shroud of Turin Research Project (STRUP).

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Imagem de Nossa Senhora Aparecida
ilesa em incêndio

Dono de oficina destruída crê em milagre após imagem de Nossa Senhora resistir a incêndio
Dono de oficina destruída crê em milagre
após imagem de Nossa Senhora resistir a incêndio
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs









Uma imagem de Nossa Senhora Aparecida foi a única peça que resistiu ao incêndio destrutor de uma oficina mecânica na noite de segunda-feira 4 de novembro (2019), em Santa Cruz do Rio Pardo (SP), a 340 km de São Paulo, informou G1 da Globo.

Para Marco Roberto Pellegatti, 58, dono da oficina, o fato de a estatueta sair ilesa das chamas reforça sua fé em um milagre.

Ele lembra que até um extintor de incêndio próximo à imagem acabou derretido com o calor.

Havia também um botijão de gás que, apesar do fogo intenso, não explodiu. “Seria uma tragédia bem maior, a explosão do botijão faria vítimas no quarteirão”, afirma.

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Santa Bernadette: “eu não sou boa para nada!”

Santa Bernadette, Irmã Maria Bernarda, das freiras da Caridade
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






Santa Bernadette ingressou no convento Saint-Gildard, pertencente à Congregação das Irmãs da Caridade de Nevers, onde faleceu com a idade de 35 anos. Seu corpo incorrupto encontra-se ali exposto numa urna e capela especial.

Embora sua vida no convento tenha sido curta, ela deixou muitas lembranças.

Aquele convento era o noviciado das Irmãs da Caridade de Nevers. Após completarem sua formação, as religiosas novas eram encaminhadas a alguma das diversas casas da Ordem.

A distribuição pelos conventos da França era feita no próprio momento da profissão religiosa.

A superiora combinava previamente com o bispo o melhor destino para as freiras.

Na cerimônia, cada uma delas se apresentava ao arcebispo, e este lhe perguntava:

– “Vossa Caridade, para o que é que é boa?” – expressão francesa para dizer o que é que sabe fazer melhor.

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

O milagre de Soror Luigina Traverso

Soror Luigina hoje, beneficiada pelo mais recente milagre de Lourdes reconhecido
O caso de Soror Luigina: mais um milagre de Lourde
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








A irmã Luigina Traverso, religiosa salesiana, nasceu em 1934.

Em julho de 1965 ela se encontrava “gravemente doente” e só ficava de maca, não andava e fora operada diversas vezes sem sucesso.

“Pouco antes de viajar para Lourdes, contou ela, eu fui fazer um check-up que deu: ‘Paciente em condições gerais graves, pálida, hipotensa, com cicatriz cirúrgica fresca e seca... rigidez e contração do trato lumbosacral da coluna. Mobilidade reduzida dos pés em virtude de paralise dos músculos tibiais anteriores... Hipoeficiencia do sural e do tibial posterior’”.
A Irmã Luigina peregrinou a Lourdes e tomou banho nas piscinas do santuário, como Nossa Senhora pediu a santa Bernadette.

Em 23 de julho, na Bênção dos Doentes, enquanto o sacerdote passava com a hóstia consagrada na procissão eucarística, ela sentiu um “forte calor em seu corpo e o desejo de se levantar”.

A freira passou a se sentir melhor, voltou a movimentar o pé, e a dor desaparecia.

Ele foi levada de volta ao seu quarto e, na presença do chefe da peregrinação, Dr. Danillo Cebrelli, e do bispo Dom Lorenzo Ferrarazzo, recebeu uma ordem explícita: “Irmã Luigina, se a senhora quiser receber a bênção, deve se levantar e ajoelhar-se para rezar”.

A irmã deixou imediatamente a cama e se ajoelhou.

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

O soldado paralítico
após milagre carregava bolsas de carvão de 90kg

John 'Jack' Traynor uniformado para a guerra.
John 'Jack' Traynor com farda para a guerra




Desde que em 1858, Nossa Senhora apareceu em Lourdes vem fazendo milagres sem cessar. Ininterruptamente e em quantidades incontáveis há mais de 160 anos!

O ateísmo deblaterou e a Igreja criou o Departamento Médico de Lourdes para avaliar os numerosos casos de curas milagrosas relatados.

Tal departamento engaja médicos e cientistas que após sucessivos e muito exigentes processos declaram se a cura considerada milagrosa é explicável pela ciência ou não.

A imensa maioria dos beneficiados com as curas não possui todo o histórico médico ou não tem recursos para tocar adiante as exigências de exames, retornos, etc.e não completa os processos.

Também não são consideradas as doenças nervosas, problemas espirituais resolvidos, ou que não foram objetos de exames.

Ainda assim, até hoje, a ciência constatou por esses processos mais de sete mil curas medicamente inexplicáveis, na gruta ou de quem usou sua água em lugares distantes e fontes diversas ligadas a uma imagem de Lourdes.

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Hereges modernistas e socialistas também atentaram contra Lourdes e foi inútil

O Pe. Aldred Loisy, sacerdote revolucionário
falou mal de Lourdes e morreu excomungado.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








Lourdes, sobre tudo nas primeiras décadas após as aparições, foi alvo de sucessivas tentativas de desclassificar  o milagre, a Santa Bernadette e à sua crescente devoção.

Mas todas elas, fracassaram uma a uma.

Depois dos maus cientistas e literatos laicistas, começou a zombaria do  modernismo católico — heresia condenada pelo Papa São Pio X — antecessor direto do progressismo atual.

O Pe. Alfred Loisy, professor do Instituto Católico de Paris, comparava as curas de Lourdes com as que — segundo ele — “aconteciam outrora nos templos de Esculápio”, deus pagão da medicina.

Loisy morreu excomungado em 1940. Seu infame intento de desprestigiar Lourdes não teve maior sucesso que a dos céticos Ernesto Renan e Anatole France.

Houve, porém, ofensivas mais sutis. Em 1894, o habilidoso romancista e político socialista Émile Zola deu a lume a sua novela Lourdes, fortemente sentimental, inverídica e anti-católica.

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Por que Jesus faz seus milagres num santuário de Nossa Senhora e não d’Ele?

O Sagrado Coração de Jesus poderia fazer  os milagres de Lourdes no Santuário de Paray-le-Monial,  mas escolheu a Gruta de Nossa Senhora.  Veja por que.
O Sagrado Coração de Jesus poderia fazer
os milagres de Lourdes no Santuário de Paray-le-Monial,
mas escolheu a Gruta de Nossa Senhora.
Veja por que.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs








As aparições de Lourdes se inserem numa série de aparições de Nossa Senhora no século XIX, que culminam com Fátima e a afirmação do Reinado de Maria.

A aparição de Lourdes, portanto, está num pontilhado de aparições que, nas noites extremas de nossos dias, são como que uma clarinada anunciando que o Reino de Maria virá.

Em cada uma dessas aparições, está presente a ideia da mediação universal das graças e do Reinado de Maria.

Mas isso em Lourdes se pode dizer debaixo de um título especial.

Nosso Senhor poderia ter dado essa fecundidade estupenda de milagres a um santuário d’Ele.

Na França, por exemplo, há um santuário magnífico consagrando uma devoção estupenda a Ele, que é o Santuário de Paray-le-Monial, onde o Sagrado Coração de Jesus fez suas revelações a Santa Margarida Maria Alacoque.

Ele poderia perfeitamente fazer com que esses milagres se dessem lá.

Poderia fazer dar em todos os santuários consagrados a Ele.

Mas não é verdade. Ele quis que a maior fonte de milagres que houve na História da Igreja e do mundo, fosse num santuário consagrado a Nossa Senhora.